Queda de pelo em cachorros: 6 dicas para evitar!

Queda de pelo em cachorros: 6 dicas para evitar!

Assim como a queda de cabelo dos humanos, a queda de pelos dos cachorros é um processo natural, que pode acontecer com mais intensidade na chegada do verão e do inverno.

Quedas de pelo muito intensas, no entanto, não são normais! É preciso ficar atento e, se julgar necessário, levar seu amigo ao veterinário.

Há algumas precauções que podemos tomar em casa para evitar quedas de pelo muito intensas. Confira a seguir algumas dicas importantes!

1. Atenção à alimentação

Evite alimentos com ingredientes artificiais e industrializados (como corantes, por exemplo), que podem intensificar a queda dos pelos.

Evite dar ao seu cãozinho alimentos com corantes artificiais.

Evite dar alimentos com corantes artificiais ao seu cãozinho

Alguns animais podem apresentar alergias a certos alimentos, acarretando em reações na pele e ocasionando queda nos pelos. Se o seu cãozinho passou a apresentar queda após alguma mudança na alimentação, pode ser essa a causa da perda dos pelos.

2. Proteja seu amigo de pulgas e demais parasitas

Parasitas como pulgas ou carrapatos podem causar coceira e irritação na pele dos animais, ocasionando quedas de pelos. Além, é claro, de trazerem problemas graves de saúde para os cães.

Nesses casos, o ideal é discutir com seu veterinário a respeito do melhor tratamento para livrar seu animalzinho de correr qualquer risco.

3. Dê banho com frequência

A boa higiene do seu cãozinho é essencial para sua saúde, além de ajudar a remover os pelos soltos de uma só vez.

Por outro lado, é preciso ter cuidado com relação à frequência desses banhos, uma vez que, se dados em excesso, podem ressecar a pele e agravar a queda de pelos.

Atenção à frequência dos banhos para não ressecar a pele do seu amigo

Atenção à frequência dos banhos para não ressecar a pele do seu amigo

O ideal geralmente é banhar seu pet a cada 15 dias ou mais. Assim você evita a umidade corporal em excesso.

Você pode também conversar com o veterinário para se informar melhor a respeito da frequência ideal de banhos e o shampoo indicado para a pele e o pelo do seu amigo.

4. Escove os pelos do seu pet

Escovar os pelos do seu cãozinho diariamente pode ajudar a evitar que os fios sejam espalhados pela casa ao longo do dia.

Converse com o veterinário para saber qual a escova mais indicada para o pelo dele.

5. Leve seu cãozinho para tomar sol

Animais criados em apartamento tem maior tendência à queda de pelos, por isso é importante disponibilizar um espaço no qual ele possa tomar um pouco de sol.

Dê preferência para horários de passeio nos quais o sol não esteja tão intenso: de manhãzinha ou ao final da tarde

Dê preferência para horários de passeio nos quais o sol não esteja tão intenso: de manhãzinha ou ao final da tarde

Caso não seja possível, leve-o para passear com mais frequência. O ideal é sair com seu pet em horários que o sol não esteja tão forte para evitar que ele queime as patinhas no asfalto.

6. Tose-o, se necessário

Nem todos as raças de cães precisam da tosa de pelo, mas para algumas ela é indispensável: além da função estética, contribui também com a higiene e saúde do pet.

Mantê-lo tosado ajuda a eliminar os pelos indesejáveis. Além disso, também expõe possíveis falhas na pelagem do animal, que podem ser sintomas de algum problema que mereça maior atenção. Na dúvida, sempre contate o veterinário do seu pet!