Asma em gatos: diagnóstico e cuidados preventivos

Asma em gatos: diagnóstico e cuidados preventivos

Problemas respiratórios graves atingem cerca de 1% dos gatos.

Os felinos são propensos a sofrer vários tipos de doenças, dentre elas a asma ou bronquite alérgica.

Essas doenças podem ter alguns sintomas semelhantes aos dos seres humanos. Nesse caso, a asma felina assimila-se a asma brônquica.

Como posso saber se meu gato tem asma?

Fique alerta aos sintomas! Confira a seguir os mais comuns deles:

  • Dificuldade respiratória: procure atentar se o seu gato está com problemas na respiração.
  • Tosse persistente: quando mesmo após certo período seu gato não pára de tossir.
  • Respiração rápida: ele está ofegante e sua respiração parece acelerada? Esse também pode ser um sinal de que seu gato está com asma.
  • Respiração ruidosa: barulho persistente ao respirar.
  • Pieira ao exalar ar: som que é produzido devido à dificuldade da respiração causada por determinada doença.

Quais são as causas de asma felina?

  • Fumo do cigarro ou lareira: a fumaça pode prejudicar seu bichinho!
  • Sprays aerossóis: o gás advindo deles pode fazer mal ao seu pet.
  • Perfumes: o cheiro muito forte do perfume pode causar reações e irritações.
  • Poeira: assim como nos humanos, a poeira é uma das principais causas de reações alérgicas nos pets.
  • Pólen: bem como a poeira, o pólen também pode causar reações alérgicas.

E o tratamento?

O tratamento escolhido dependerá da gravidade dos sintomas e da doença. Tanto pode ser uma questão simples e fácil de tratar quanto algo mais grave, demandando um tratamento mais rigoroso.

O primeiro passo é levar seu bichinho a um veterinário, para dessa forma obter o diagnóstico correto do que se passa com ele.

Uma vez feito o diagnóstico, o tratamento para doenças respiratórias em pets pode ser feito através da ingestão de corticoides ou broncodilatadores. Confira a seguir as particularidades de cada um:

  • Corticoides: trata-se de um anti-inflamatório vigoroso, usado para diminuir a inflamação de maneira rápida e abrir espaço para a passagem de ar para o pulmão.
  • Broncodiladores: fármacos feitos com o intuito de atuar sobre os brônquios para permitir sua dilatação, com o objetivo de facilitar a respiração.

Você também deve manter medidas higiênico-dietéticas. Algumas das principais providências a serem tomadas são:

  • Utilizar areia de qualidade para a caixinha do seu pet, para que o pó não se solte facilmente.
  • Evite alimentá-lo com rações que contenham antígenos.
  • Em dias muito quentes, procure deixar o ambiente fresco de alguma maneira, como mantendo umidificado, por exemplo.

Para continuar por dentro de dicas e cuidados com seus pets, continue nos acompanhando!